O trabalho é a tropa

O homem no centro da sala da coletiva de imprensa tem uma postura elegante de líder. Ele equilibra o seu tamanho bem largo com uma fala tranquila e gestos doces. O homem no centro da sala é presidente de uma grande empresa de TI sul africana, com capital aberto na bolsa de Londres e faturamento (ou facturação, como dizem por aqui) anual de 3,7 bilhões de dólares. Ele acabou de comprar uma empresa angolana de TI e agora vai entrar forte numa das únicas economias do mundo que cresce acima de dois dígitos no mundo.

O homem poderoso entende português, arrisca algumas palavras e não precisa usar a tradutora para conversar com os jornalistas. Ele comenta que já esteve muitos anos por essas terras angolanas.

A menina brasileira recém-chegada pergunta se o homem poderoso esteve morando aqui a trabalho. É claro que não. Em tempos de guerra, o trabalho é ser da tropa. Em tempos de guerra, a África do Sul apoiou a Unita na luta contra o MPLA. A menina brasileira é definitivamente uma estrangeira.

Tags:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: