O chão do Roque

roque

O Roque Santeiro é famoso em Angola e no mundo. É um dos maiores mercados a céu aberto do mundo. Todo mundo que vem pra ca fala dele, mas nem todos efetivamente colocam os pés pelaquelas bandas, pois as lendas urbanas contam que os gatunos pegam os pulas, viram de ponta cabeça e chacolham até todo o dinheiro cair no chão.

No Roque, assim como todos os lugares em que muitas pessoas se aglomeram, há muita informação vinda de todos os lados e é fácil um gatuno roubar alguém sem ser percebido e ser for percebido desaparecer na multidão.  Mas isso é assim no Pelourinho, no jogo de futebol, na 25 de março, no ensaio da escola de samba.

Lá no Roque vende-se de tudo. De tudo mesmo. Fogão, comidas, ervas, enlatados, remédios, farinha, carvão, peixe, roupas, sapatos, tecidos, eletrónicos, armas, música, mulheres e muitas etceteras. E tudo é mais barato do que nos mercados, nas zungueiras e nas lojas. O mercado é um labirinto gigantesco de corredores e toldos e estacas para prender os toldos e carros que tentam circular por uns caminhos que eles pensam que são ruas.

Uma das coisas que eu achei mais fantásticas do Roque é que o chão é temático — ele varia de acordo com o que é vendido no local. Na parte das bebidas há um tapete natural com centenas de garrafas, latas e tampinhas coloridas amassadas pelos passos das pessoas. Na parte do carvão e nas imediações o chão fica negro de pó. Logo ao lado, na parte das farinhas e fubas, o chão fica branquinho branquinho branquinho, como a roupa das senhoras gordas que vendem as farinhas sentadas na terra. Na parte de comprar cabelos e fazer penteados há um carpete meio nojento de cabelos de verdade e de mentira, a grande maioria deles comprados no Brasil. Na parte das roupas o chão vira de tecido das peças que eu imagino que sejam defeituosas. Esse foi um dos chãos que eu achei mais interessantes. Na parte das verduras e folhas o chão é verde de talos de couve e de folhas velhas de mandioca, que aqui são usadas para fazer muitos pratos, e em alguns pontos o chão vira uma montanha de folhas verdes que já estão ficando amarelas. Na parte em que as mulheres preparam comida para vender aos que vão fazer compras no mercado ainda bem que o chão não é de comida, mas, ainda assim, há uns lugares há poças de restos de frango, óleo, agua com gordura e sabão usada pra lavar a louça. Na parte dos peixes e carnes, o chão não é de moscas, mas o ar é.

Essa foto genérica do Roque aí de cima foi tirada pelo Kota 50, angolano macaco velho que anda com sua câmera endurada no pescoço até mesmo no Roque, da outra vez que estivemos lá. Quanto às imagens do chão do Roque, vocês vão ter que se contentar apenas com as minhas palavras, pois eu provavelmente não irei fotografá-lo tão cedo.

Anúncios

Tags:

5 Respostas to “O chão do Roque”

  1. joão Says:

    http://picasaweb.google.com/joaofellet/RoqueSanteiro#
    (de uma vez em que estive lá faz uns cinco meses…)
    Para derrubar outro mito: o de que fotografar lá dentro é impossível.

  2. A Taag e o Brás « Blog da Ju Says:

    […] um bolo com a bandeira de angola, bué de pessoas a dançar kizomba e uns comércios lá no Roque Santeiro. A dona está tendo tanto sucesso nos seus negócios que seu sotaque um pouco puxado para o coreano […]

  3. O Novo Jornal « Blog da Ju Says:

    […] 29/05/2009 Eu já contei aqui que dia desses um amigo angolano veio pra SP e fomos lá passear no Brás, onde centenas de angolanas que atravessam o Atlântico vão comprar roupas para vender lá n’Angola, sobretudo no Roque. […]

  4. patricia Says:

    Ola Ju. Agradeco muito pelas informacoes que ha tempos eu buscava, ninguem falou anteriormente com tanta simplicidade e veracidade sobre as amigas angolanas. Se nao for abusar de sua boa vontade e conhecimento, por favor, entre em contato comigo: patriciarodegher@gmail.com
    Muito obrigada, sua nova amiga, Patricia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: