To a sofrer

To sem mala. Minha bagagem não apareceu. Talvez chegue amanhã, talvez nunca chegue. O setor de perdidos e achados do aeroporto 4 de Fevereiro é assustador: é imenso, tem centenas ou milhares de malas empilhadas em prateleiras velhas que nunca chegaram aos seus destinos. As malas recém-achadas vão prara uma salinha menor, depois de uns dias lá é que vao para aquela gigante. Talvez meus pertences mais queridos fiquem perdidos de mim pra sempre. Mas eu ainda acho que essa mala vai aparecer. Hj à noite chega um outro vôo, amanhã vou lá no aeroporto de novo. Tomara que ela apareça.

To sozinha. Minha casa, que sempre teve cinco moradores, tem um só, que vai pro Brasil amanhã. Ficarei uns dias sozinha nessa casona, bem os primeiros, que são os mais difíceis. Ainda bem que tem V. aqui embaixo, que me fez companhia ontem, e outras pessoas queridas que conheci na primeira temporada.

To com saudade do marido. E da Olga. E de casa. E dos dias incríveis que eu tive com eles todos, sem fazer nada de especial, e que por isso mesmo foram especiais. As coisas pequenas e simples são as mais legais.

E tem a TPM, que sempre aparece nessas horas.

Tags: , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: