A China nunca acaba

É um pouco aflitivo começar a perceber a dimensão da China. Shenzhen é uma cidade qualquer do país. Não tem nada de especial, não é o centro do crescimento econômico, não é imponente, não tem graça nenhuma. E é justamente por ser um lugar tão normal que eu fico impressionada.

Shenzhen tem qualquer 10 milhões de pessoas, como dezenas de outras cidades chinesas. Tem uma avenida com dezenas de quilômetros e centenas de lojas e milhões de pessoas andando pelas ruas e comprando roupas baratas, celulares, sorvetes, óculos, celulares, acessórios. Tem centenas de novas pontes, avenidas, prédios, escolas sendo construídos ao mesmo tempo 24 horas por dia, 7 dias por semana, como em dezenas de outras cidades chinesas. Essa avenida de dezenas de quilômetros cruza vários bairros enormes e idênticos com centenas de prédios altíssimos que deixam até mesmo quem nasceu em São Paulo olhando pra cima de um jeito meio caipira. Cada bairro parece uma grande cidade que poderia estar em qualquer lugar do mundo, mas é só mais um bairro de mais uma cidade chinesa.

Eu fico um pouco angustiada em pensar que todo esse concreto e essa velocidade e esse monte de gente é só uma pecinha pequena e repetida de um país gigante chamado China.

Tags: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: