Onde é?

Alguém pode me dar o endereço dessa dimensão que eu vim parar? Porque aí se eu tiver o endereço quem sabe eu consigo explicar para alguém como chegar aqui. Quem sabe eu consiga fazer alguém entender que nessa dimensão não existe tempo para fazer listas. Nessa dimensão que eu vim parar dá para observar os movimentos que as pessoas fazem durante os dias da semana, mas não dá para entender muito bem o que é um dia da semana e nem porque as pessoas estão fazendo todas aquelas coisas inúteis e apressadas.

Nessa dimensão que eu vim parar não existe pressa, nem espaço, nem vontade. E, como não há espaço, também não há palavras e, por isso, não dá para entender o que ninguém quer dizer. Mas tem uma música bem linda que não pára nunca de tocar e que me embala, me aconchega e não me deixa ter medo, nem angústia. Essa música perfumada, que deixa tudo meio monocromático e esfumaçado, acho que tem cheiro de dama da noite. E cheio de dama da noite é bom.

Ah, nessa dimensão que eu vim parar eu recebi uma visita nesse fim de semana. Fomos à praia, tiramos fotos das janelas e das plantas, vimos um cachorro moribundo que arfava seus últimos suspiros enquanto as ondas da maré cheia pela lua cheia chegavam até seus ossos imóveis, ouvimos os barulhos das águas e dos pássaros e sentimos como é bom o frio gelado que subitamente interrompe o calor da sauna.

Tags: , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: