O tempo dentro e fora das pessoas

Quando eu vi uma amiga que eu não vejo faz uns meses dentro de umas fotos, mais uma vez eu percebi uma coisa que eu adoro perceber: que o tempo que existe nos relógios e nos calendários tem pouca ou quase nenhuma ligação com o tempo de cada pessoa.

Para mim, era como se aquelas fotos estivessem no futuro. Não soube dizer muito bem o que estava diferente: se eram seus olhos, suas expressões, seu semblante ou um pouco de tudo. Mas o fato é que estava nítido que nesses poucos meses do tempo dos calendários e relógios minha amiga havia envelhecido vários anos. Ela estava diferente e eu soube disso mesmo sem enxergá-la ao vivo. Quando fui falar sobre isso com ela, ela me disse que via a mesma coisa quando se olhava no espelho.

Aí eu não sei se cheguei a comentar para ela ou não que eu também tinha exatamente essa mesma sensação de ter envelhecido anos em meses. Olho para o espelho e vejo isso. Minha terapeuta me disse isso no primeiro instante, só de me olhar sentada na frente dela. As pessoas me encontram e me falam como estou mais magra e mais cabeluda. Mas a verdade é que estou mais magra, mais cabeluda e mais velha. Sei que se eu reaumentar meus quadris e minhas coxas e voltar o cabelo para como era antes, não serei mais a mesma Juliana. Meu tempo de dentro avançou vários anos.

Tags: , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: