O excesso da Time

Meu dia começou mais feliz porque eu comecei lendo uma revista Time que estava dando sopa por aqui. Quando a gente lê coisa boa dá até tristeza de pensar quanta coisa ruim é escrita no mundo. Espiem só como a Time começou essa matéria de capa sobre as transformações que a crise mundial está causando na economia americana:

Sometimes we change because we want to: lose weight, go veagan, find God, get sober. But sometimes we change bacause we have no choice, and since this violates our manifest destiny to do do as we please, it may take a while before we notice that those are often the changes we need to make de most. We rean a good long road test of the prmeisse that more is better: we built houses that could hold all our stuff but were too big to heatp; we bought cars that could ferry a soccer team but were too big to park; we tought we were embracing the simple life by squeezing in a yoga class between working and shopping and took an extra job to pay for it all. Now we’re stripping down and starting over.

E, depois, vejam como a matéria termina:

A consumer culture invites us to want more than we can ever have; a culture of thrift invites us to be grateful for whatever we can get. So we pass the time by tending our gardens and patching our safety nets and debating whether, years from now, this season will be remermbered for what we lost, or all that we found.

Além de ser um lindo texto jornalístico, essa matéria fala de um jeito muito delicado sobre como são importantes os momentos da vida em que a gente entra numa crise e é obrigado a mudar. Sempre acaba sendo melhor, por mais que na hora não seja nada divertido passar por aquilo tudo.

Tags: , , ,

2 Respostas to “O excesso da Time”

  1. aef Says:

    muito sutil, ju. a vida segue mais ou menos nesta linha mesmo.

    mas sutilezas à parte, o chato é ainda perceber na matéria o ranço do manifest destiny, esta lamentável postura ideológica incrustada na sociedade americana e que tanta desgraça trouxe, e continua trazendo a outros povos, continua viva e forte.

    http://en.wikipedia.org/wiki/Manifest_destiny

    bem, mas afinal a times sempre foi um tipo de veja, ou vice-versa, não é mesmo?

    beijo e saudades.

  2. Mayra Says:

    e a matéria era mesmo sobre economia?
    =)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: