Museu da pessoa

museu da pessoa

Era eu quem ia entrevistar, mas comecei sendo entrevistada antes de começar a entrevista. Nada mais justo. A entrevistada era a Karen, criadora do Museu da Pessoa, uma iniciativa bué fixe. A ideia do museu é mais ou menos essa: se os museus servem para eternalizar uma coisa de nosso tempo, por que não eternalizar as pessoas? Afinal, o que tem no mundo mais importante do que as pessoas?

Pois nada mais natural que a criadora dessa ideia adore conversar com as pessoas, qualquer pessoa, não só as de sobrenome. Ela acha que as histórias das pessoas, de qualquer pessoa, fazem a gente entender melhor o mundo. Ela acha que conversando com as pessoas cada um entende melhor a si mesmo. Pois eu também acho tudo isso. E achei legal que no fim da entrevista (a que eu fiz com ela, não a que ela fez comigo), de tanto ela me contar os dilemas e as conquistas do modelo de negócios do Museu da Pessoa, até ela tinha entendido tudo com mais clareza, o que mostra uma das coisas que ela estava querendo dizer.

Por isso eu quase nunca tenho preguiça de conversar com alguém. São as pessoas que fazem as coisas, que constroem as casas, que choram, que conversam, que ocupam os espaços, que trabalham nas empresas, que apreciam as obras de arte, que casam e descasam, que escutam as outras, que amam e que choram, que constroem as coisas belas e feias. Por isso eu ando com preguiça das pessoas cujo sobrenome é mais importante do que o seu cotidiano, suas histórias, seus amigos e seus dilemas. Essas pessoas são ocas, não valem nada.

Bom, aí no meio de todo esse pensamento me lembrei dessa poesia bonitinha do Oswald de Andrade. É assim que é a vida. Enquanto alguns poucos ficam se dedicando a escrever as gramáticas, em governar as cidades e em fazer as obras de artes e as grandes correntes filosóficas de um tempo, as outras simplesmente vivem.

Vício da fala

Para dizerem milho dizem mio

Para melhor dizem mió

Para pior pió

Para telha teia

Para telhado teiado

E vão fazendo telhados.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: