Quando ninguém é alguém

A anunciação

Hoje será um daqueles dias raros e especiais em que ninguém vai se opor de verdade ao que você representa e faz.

A realidade

De fato hoje foi um desses dias em que ninguém se opôs ao que eu represento e faço. Só que isso aconteceu no sentido oposto ao que eu imaginava. Ou gostaria. Ninguém nem se deu o trabalho de se opor ao que eu represento e faço porque isso simplesmente é desimportante para ele. E se é desimportante, não há porque se opor, ou não se opor. Isso nem está em questão, pois não é uma questão. No dia de hoje, como os astros já haviam anunciado, ninguém continuou sua trajetória de ser ninguém, de ser apenas uma presença invisível, mas constante, na minha existência. Porque o ninguém já existe simplesmente por ter um nome. Quando alguém dá o nome “ninguém” para algo , esse ninguém automaticamente já é alguém, ou alguma coisa, e nunca mais vai parar de existir.

A conclusão

Não tenho certeza se isso fez algum sentido para alguém. Se não fez, vou explicar pelo menos que a conclusão é a seguinte: o dia de hoje para mim foi igual o tempo lá fora. Arrastado. Boa noite.

Tags: ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: