O lírio e o cacto

lirio e cacto2

As plantas que vivem presas dentro dos vasos e das casas das pessoas morrem a toa. Falta espaço, falta luz, falta ar, falta carinho também, geralmente. Elas crescem pouco, ficam atrofiadas, tristes. Vêm das lojas todas lindas, cheias de botões e folhas novas, com embrulhos e fitas. Mas é pura aparência. Depois de uns dias, desmantelam-se, amarelam-se, murcham.

Eu fui criada no mato, com espaço, pés de frutas, azaleias que nunca param de crescer e trepadeira que cobre toda a parede da casa. Fui aprender sobre essa coisa de vasos há uns quatro anos, quando virei gente grande e fui morar lá no sobrado da rua São Manoel.

Percebi que não é a mesma coisa que ter um jardim de verdade, desses que os pés pisam na grama friinha e molhada e que os bichos passeiam. Mas que também é possível. Se as plantas forem cuidadas, elas vão que vão. Tem que cortar as folhas velhas. Revirar a terra. Colocar um adubo líquido que mistura uma dose pequena num monte dágua. Passar para um vaso maior.

Algumas não me dão bola e morrem. Eu fico um pouco triste e guardo o vaso e a terra para a próxima que sobreviver. Mas outras resistem e crescem. De repente, de uma planta que está ali na mesma, meio estacionada há meses, nasce um botão que cresce com uma vontade que eu nem entendo de onde vem, e surge uma flor linda.

Esses dias o botão do lírio que nasceu sozinho há menos de um mês abriu. O lírio é uma planta fresca, não é sempre que ele faz isso.

Enquanto o lírio crescia, o cacto foi ficando amarelo. Logo o cacto, que é forte, duro, resistente, independente, masculino. Não precisa nem cuidar. Quanto menos atenção, melhor. Ele só precisa de sossego e luz. Ainda tentei colocá-lo na varanda para ver se ele revigorava. Não teve jeito.

No dia que o botão cor de rosa e perfumado abriu, o cacto foi pro lixo, mortinho. Morreu de excesso de cuidado. Ou então porque, nessa casa, as coisas antigas, de energias velhas, que já não fazem mais sentido, não estão mais cabendo. E aí, por mais que demore, elas se suicidam, fogem ou são convidadas a se retirar.

lirio e cacto

Tags: , , , , , , ,

5 Respostas to “O lírio e o cacto”

  1. Hilcelia Says:

    A delicadeza deste post é reveladora. Até me animei a tentar de novo e voltar a cuidar de plantas. Elas sempre morrem comigo…Talvez tenha algo a resolver com elas. Beijos

  2. Este é o lírio « Blog da Ju Says:

    […] é o lírio By juborges Lembra do lírio? Ele é rosa e a luz do fim do dia que bate na sala é rosa. Aí fica assim, […]

  3. Sandra Moura Says:

    Pra tudo há um fim,com exeção de Deus e a alma humana(que são eternos).
    Há tempo de nascer e há tempo de morrer.É por isso que temos que viver cada dia como se fosse o último,porque não sabemos o dia de amanhã,fazendo o bem e principalmente buscando a Deus e a seu filho Jesus
    que é o único caminho para salvação das nossas almas.
    Jesus disse:”Eu Sou o caminho a verdade e a vida.Ninguém vai ao Pai a não ser por mim.” (João 14:6;palavras extraídas da Bíblia Sagrada)
    Ju,que Deus te abênçôe!

  4. soraya Says:

    Gostei do seu Blog. Sou uma apaixonada por flores. As rosas quando ganho duram em média uma semana, troco a água todos os dias, corto o caule, converso com elas e tiro muitas fotos; depois que morrem, lamento. Mas olho as fotos e a alegria vem pelo que representaram naquele momento.
    Agora comprei um lírio perfumado branco, muito lindo! Porém ja na viagem mesmo com muito cuidado, uma folha caiu e outra pareceu está quebrada no meio. Acabou abrindo as outras e a medida que uma abria outra ja ia morrendo. Gostaria de saber como faze-la florescer novamente ja que seu tempo de vida são de 15 dias? É uma pena! São lindas! Gostaria de eterniza-las…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: