Posts Tagged ‘África do Sul’

O segundo ano novo do ano

06/04/2009

Aterrisei em Bangkok sem saber direito que vai acabar o ano taildandes e comecar o proximo.  Sem querr, vim parar no periodo mais festeiro do pais. Eu tava mesmo precisando de um ano novo, pois nesse que comecou ja aconteceu tanta coisa que ja ta na hora de acabar.

Bangkok para minha irma, que vive na linda, loura e desenvolvida Perth, na Austrlia, foi um choque cultural. Para mim, que vim de Angola, Africa do Sul, Hong Kong e China, mudaram as letras do alfabetos e os cheiros das ruas, mas tudo parece familiar.

To a sentir saudade do meu computador, que ficou la na china. Agora tenho que blogar do cyber cafe, snif snif. Amanha vamos para praias paradisiacas no sul do pais e depois iremos para cambodja e vietnan. Ainda nao sabemos onde o ano vai virar. So sei que tirarei uns dias de ferias desses computadores de cyber caf e fofocarei por muitas e muitas horas com minha irma. see you later.

Museu do Apartheid

29/01/2009

museu-apartheid2 museu-apartheid3

Nessa de ficar nervosa com a readaptação, de ter muito trabalho na redação e de perder horas e horas no aeroporto a procura da mala eu nem contei um programa ótimo que fiz nas minhas 4 hora em Johanesburgo. Peguei um taxi no aeroporto e fui visitar o Museu do Apartheid. Foi incrível e emocionante. Um dos museus mais lindos que eu já vi. Não valapena ficar de bla bla bla contando o que tem lá, pois obviamente o legal é mesmo ir visitar pessoralmente. A história da África do Sul é de fato muito impressionante. Uma das coisas que eu gostei do museu é que quando acaba tem um pátio com um jardinzão cheio de bancos e uma plaquinha te convida a tirar alguns minutos para repousar e refletir sobre todas essas coisas que o museu mostrou. Achei esse convite lindo. Temos mesmo muito o que refletir sobre um país que criou um regime de segregação totalmente baseado nessa coisa insiginficante que é cor da pele e depois soube acabar com ele de forma tão conciliadora e pacífica. Bom, depois que minha temporada em Angola acabar, devo passar pela África do Sul de verdade, não apenas por quatro horas.