Posts Tagged ‘cabelo brasileiro’

Onde compra cabelo?

12/01/2009

To aqui sem fazer nada escutando algumas das centenas de sembas, kuduros e kizombas que eu meti no meu computador, mas ainda nao tive tempo de escutar, e perguntando ao google onde posso comprar cabelo humano brasileiro ondulado e liso em São Paulo para levar de presente.

Alguém tem alguma idéia? (ou melhor, ideia, de acordo com o novo acordo ortográfico)

Anúncios

A véspera da véspera

07/01/2009

Estou a preparar uma lista com todas as encomendas que as pessoas ficam loucas para que sejam trazidas do Brasil para cá. A Y. quer cem dólares de cabelo brasileiro liso e crespo, a Cris quer 50 dólares de cabelo brasileiro ondulado e a Melita, 50 de cabelo liso e também um fato de banho. Ah, Cris tb quer roupas em geral. Outras pessoas que me pediram cabelo brasileiro ainda não deram conta que eu vou em breve para o Brasil, e por isso não formalizaram o pedido. I. quer um gravador digital, desses bons mesmos, pra ele gravar as entrevistas. Chefe peixe quer uma máquina digital. Sua dama está doente, mas como cada semana ela tem um cabelo diferente, ela provavelmente vai encomendar lisos, encaracolados, louros, vermelhos, azuis, etc. B. ainda não me pediu, mas sempre quando algum brasileiro vai de férias, ele pede para comprar um karaóke para o bar da sua mãe fazer mais sucesso, só que ele não fala qual modelo ele quer e tampouco envia o dinheiro adiantado.

Plantei a muda de manjericão e a de camomila que há semanas estavam se enraizando no copo com água num vaso improvisado feito com uma garrafa cortada e com terra de origem duvidosa do jardim lá de baixo, que não é propriamente um jardim, é um espaço com terra em que plantas insistem em nascer. Assim, espero ter em breve duas arvorezinhas para eu arrancar folhas cheirosas que temperam e viram chá.

Já pedi para comprar minha passagem de volta para Luanda pela South African Airlines, pois aí não preciso enfrentar mais uma jornada pela TAAG, as Linhas Aéreas Angolanas, que, por problemas técnicos, é proibida de voar no espaço aéreo europeu, mas vai ao Brasil cinco vezes por semana. Pela África do Sul Demora mais, porém, posso conhecer Cape Town quase de graça na parte da passagem aérea.

Estou a gravar bué de música angolana no meu computador para mostrar a todos como o kuduro é o futuro, o semba é lindo e a kizomba é romântica.

Ontem quis voltar do almoço para o trabalho a pé sozinha para poder ir beeem devagar tomando meu gelado e olhando os prédios, as calçadas, as zungueiras, a poeira, as parabólicas e os varais pendurados, os motoristas a fechar os cruzamentos e a tocar a buzina, os caminhos que eu faço todos os dias, os miúdos a jogar basquete, as vendedoras de peixe, a luz linda, que de manhã estava sem brilho, mas que depois voltou a ser o que é, as roupas elegantes das pessoas na rua, sempre coloridas, engomadas e combinando uma coisa com a outra.