Posts Tagged ‘choco’

Até choveu

14/02/2009

Passei hidratante de maracujá e vesti pulseira, colar, brinco, vestido novo e sandálias prateadas. Saí toda mulherzinha por ter a mala de volta para tomar cerveja na  ilha e comer choco grelhado. Choco é uma lula gigante que não tem no Brasil. É mesmo bom.

Estava tão esquisito eu assim, com tantas vaidades penduradas, que até o tempo estranhou. De repente, quando já estávamos lá nos caboverdianos, que é um grande salão em que caboverdianos jovens, velhos, casados, avulsos e namorados se encontram para tocar, dançar e ter saudade da música da terra deles, começou a bater um vento gelado, que trouxe consigo uns pingões de chuva. Os pingões se transformaram numa tempestade, dessas que caem sempre em São Paulo, mas que eu nunca tinha visto em Luanda. Em minutos, a água se empoçou pelas ruas de tal forma que comecei a achar que era melhor embora porque a Chicala iria afundar.

Dá um certo alívio quando chove, pois aqui o tempo é seco, empoeirado, a garganta estranha e os narizes sangram às vezes. Mas sempre quando eu fico feliz quando umas gotas caem do céu, as pessoas de Luanda me falam pra eu não dizerm isso, porque a cidade sempre fica um caos quando chove. Morre gente, doenças aumentam, ruas se estragam, famílias perdem seus pertences.

Com a chuva, minha sandália sujou um pouco com lama e esgoto, meu vestido molhou. Mas tudo bem. Tenho uma mala inteira de opções.