Posts Tagged ‘curiosidade’

A vida dos outros

19/06/2009

O telefone tocou e eu tinha que entrevistar o raio do presidente do conselho de administração de uma empresa enorme que fabrica motores para o mundo inteiro e tem sede em Caxias do Sul naquela hora, que era a única que existia livre na sua agenda antes de sexta-feira, meu prazo final. Inventei uma desculpa qualquer e pedi dez minutos pra pelo menos me preparar um pouco e ler aqueles retalhos todos que eu tinha juntado. O senhor executivo não me contou, mas eu li que seu primeiro emprego foi na empresa que ele trabalhou por décadas, foi presidente por 26 e hoje é presidente do conselho. Ao invés de achar idiota aquela vida inteira dedicada a uma empresa que fabrica motores, eu fiquei pensando, nossa, como o mundo é diferente e as pessoas são diferentes, e fiquei admirando a seriedade com que aquele senhor teve uma meta na vida e foi em frente e deve ter construído uma família em que as pessoas fazem o papel delas mesmas (o pai de pai, que aconselha e interfere, a mãe de saia plissada que cuida devotamente dos filhos e tem um coração enorme, os filhos que discordam dos pais, mas fazem o que eles dizem, e assim por diante).

Depois eu fui almoçar com um produtor de cinema sessentão que tem cara de marujo e olhos verdes muito emotivos, que parecem estar sempre prestes a chorar. Sua voz meio grossa, meio cantada, não pára de contar histórias interessantes de gente que viveu a vida e que entendeu, por causa da experiência, o que é importante na vida. Ele conta coisas tao triviais como no tempo em que foi o braço do zé dirceu na sua primeira eleição para político, no grêmio da faculdade ou quando produziu de o bandido da luz vermelha a central do brasil e muitíssimos outros filmes de várias épocas. Conta que já foi rico e teve lancha e casa na praia e casa no campo e que conheceu todo o tipo de personalidade louca que fez ou faz cinema no Brasil, mas que isso não é importante. Seus olhos brilham mesmo quando ele fala da sua mãe de 100 anos que é artista plástica, de bilhetes de pessoas queridas que marcaram sua vida, da personalidade intrigante de um tigre que ele teve que dirigir num filme e de como ele adorava lamber o gelo, sua mãe de 100 anos que é artista plástica, dos seus tem quatro filhos e três ex-mulheres que convivem harmoniosamente, sobretudo o seu último rebento, que tem 17 anos, desenha muitíssimo bem, fala inglês, vai entrar na faculdade e deu um nome tão criativo pro personagem do livro que o pai está escrevendo que eu até esqueci qual é.

Depois do almoço, marquei de conversar com duas jovens empreendedoras sociais que organizam viagens para os brasileiros conhecerem os brasileiros reais e de ir visitar a criadora do genial Museu da Pessoa.

Tem um amigo meu que diz que sempre se impressionava com a minha pré-disposição em conversar com as pessoas, que sempre era maior que a dele, independemente da pessoa e da hora. Pois hoje eu tava assim, desse jeito, gostando de falar com as pessoas, e voltando a achar que esse trabalho que eu tenho, que é ser jornalista, pode, sim, ser interessante.

Para se curar dos males

23/12/2008

cerebro-de-macaco

Tales males? Para se curar de feitiçaria, mal olhado, dor de barriga, pedra nos rins, insegurança crônica, alergia aguda, depressão profunda, ressaca da discoteca, dor de cotovelo, pneumonia, anjos do paludismo e muito mais, use crânio de macaco. A venda nos lugares habituais.

Noiva no Bob’s

29/10/2008

Estou pra escrever esse post faz tempo. Estávamos no Bela’s Shopping, o único shopping de Luanda, no bairro das pessoas muito ricas, inaugurado no ano passado pela Odebrecht. A volta da praia estava o maior trânsito e paramos para comer uma pizza enquantoa hora do rush passava. Estávamos na praça de alimentação, comendo pizza. Aí apareceu uma… NOIVA. Com as daminhas, padrinhos, fotógrafo e toda a pompa. Sabe o que ela foi fazendo shopping? Comer no Bob’s! E tirar fotos no lugar mais chique da cidade! Eu achei incrível! (crédito da foto: Zé Maia, que teve cara de pau suficiente)

Ovni?

21/10/2008

Hoje saiu uma notícia muito curiosa no Jornal de Angola, a única publicação diária do país, que pertence ao governo. Vejam só:

Avião quase colidiu com OVNI

Um avião de passageiros da companhia aérea italiana Alitalia quase chocou com um Ovni (Objecto Voador Não Identificado) quando sobrevoava a cidade inglesa de Kent, em 1991, de acordo com arquivos do Ministério da Defesa britânico divulgados ontem.
Segundo o registo, divulgado pelo Arquivo Nacional, o piloto do avião gritou “Olha isso, olha isso!” ao co-piloto, ao ver um objecto rubro, parecido com um míssil, a passar rapidamente por cima da aeronave.
De acordo com o capitão, o objecto passou cerca de 300 metros acima do avião. Logo depois da aparição, a torre de controlo afirmou ao piloto que o único objecto identificado pelo radar estaria a cerca de 18,5 mil metros atrás do avião da Alitalia.
Investigações das aviações civil e militar não conseguiram explicar o caso. Depois de determinar que o objecto não se tratava de um míssil, balão ou foguete, o Ministério da Defesa encerrou a investigação.
O incidente em Kent é um dos 19 arquivos sobre aparições de Ovnis que cobrem os anos de 1986 e 1992 e podem ser baixados do site dos Arquivos Nacionais do Reino Unido.
O Governo britânico deve libertar cerca de 200 arquivos sobre as aparições ao longo dos próximos quatro anos. Em Maio, os primeiros oito arquivos foram revelados, cobrindo os anos de 1978 a 1987.
Entre os arquivos revelados esta semana está ainda o relato de um piloto da Força Aérea norte-americana que teria recebido uma ordem de atirar contra um Ovni que apareceu no seu radar, enquanto sobrevoava a região de East Anglia, no Leste da Inglaterra.
Há também uma carta de uma mulher, afirmando ser do sistema planetário Sirius, que diz que a sua nave caiu no Reino Unido durante a Segunda Guerra Mundial.
Para o especialista em Ovni da Universidade Sheffiel Hallam, David Clarke, os documentos oferecem novas informações sobre aparições pouco conhecidas.
“O assunto é deturpado por charlatães e lunáticos e por isso é um crime contra a carreira profissional ter o seu nome associado aos Ovni, o que é uma pena”, disse.
“O Arquivo Nacional está a fazer um trabalho fantástico. Cada um pode ter a sua própria interpretação”, afirmou Clarke.
“Agora é possível olhar para o material primário as coisas que o Ministério recebe todos os dias e formar a sua opinião”, concluiu.