Posts Tagged ‘Salvador’

buala

14/08/2010

O Buala é um portal de cultura conteporânea africana muito fixe.

Buala (em quimbundo Bwala) significa casa, aldeia, a comunidade onde se dá o encontro. A geografia do projecto responde ao desenho da proveniência das contribuições, certamente mais nómada que estanque. A língua portuguesa, celebrada na diversidade de Portugal, Brasil e Áfricas, dialoga com o mundo.

Eu agora, de tempos em tempos, vou escrever para o Buala. Esse é o primeiro texto que eu escrevi.

Luanda e Salvador rediscutem seus laços por meio da arte

Salvador, na Bahia, e Luanda, em Angola, são cidades primas. Mas são como primas distantes: elas têm uma forte ligação familiar, mas perderam o contato uma com a outra com o passar dos anos. Por meio dessa imagem, o artista plástico e curador angolano Fernando Alvim sintetiza sua visão sobre as relações entre a capital de Angola e a capital da Bahia, o estado com maior presença negra no Brasil.

Para ele, é impossível não perceber a semelhança entre ambas. “Há algo na estética, na arquitetura, na maneira como as pessoas se movimentam, no som, no clima, nas cores, que deixa os dois lados do Atlântico muito familiares”. Mas, ao mesmo, tempo, é notável o desconhecimento de um lado sobre o outro – principalmente dos baianos em relação a Angola e à África contemporânea.

… continua…

MPLAndo

19/06/2010

eu emepélo

tu emepélas

ele emepéla

nós emepelámos

vós emepelais

eles emepélam

Se você não tem a menor ideia do que eu to falando, aperte aqui

Há dias que deixo meu coração em casa

06/06/2010

O mesmo guarda que apontou a arma na cabeça, gritou ce tá fudido, drogado, vai já pra delegacia, também falou a coisa mais doce que eu ouvi alguém me contar nos últimos tempos: há dias que deixo meu coração em casa.

Há dias que eu gostaria de deixar meu coração em casa. Eu já tentei uma vez e não funcionou. Tudo ficou tão no lugar que o coração ficou fora do lugar. E desde então eu não deixei mais ele em casa. As coisas agora ficam fora do lugar às vezes, muitas vezes. Mas pelo menos o coração fica dentro.

Bodes e elefantes

06/06/2010

Uma noite fria e tumultuada dentro da cabeça vai desembocar num show de música alta, nova, contemporânea e emocionante no museu da imagem e do som. Chego lá atropelada pelos meus pensamentos, que depois são atropelados por todo aquele barulho organizado e eu fico sem saber direito se mais alto é o som que é feito no palco ou o ritmo frenético e nada suave das rotações do meu cérebro.

Suave e frenético. Smooth and Rave.

15 minutos, 52 minutos, 1 téra, 2HDs, 1D90, 1EX1, 1EX3, 200 mil, 745 reais, 3 cidades. Uma equação tão difícil quanto simples de resolver. O caos organizado completamente desorganizado. Um alguém que pensa em forma de equações traduzidas em obras de arte e que se faz entender, mas que é tão difícil de compreender e de estar.

Estar é complexo.

Estar só é complexo. Mas necessário. Estar junto é complexo. Mas é bom.

Psicodélico, cor de rosa e sem fôlego

05/06/2010

Performance do Arnaldo Antunes numa instalação do artista Carlito Carvalhosa em Salvador, depois de filmada e batida no liquidificador.

Psicodélico

Cor de rosa

Sêm fôlego

Fotos Next em Salvador

05/12/2009

Essas são algumas fotos de um trabalho legal que eu fui fazer em Salvador. Ta la no meu flickr.

Next é uma banda angolana de som afro eletroacústico que eu adoro.